PERRENGUE #3 – Perdidos em Roma

Passar por perrengues faz parte de viajar, principalmente se você está fazendo uma daquelas viagens onde tenta economizar ao máximo (que é sempre meu caso), mas felizmente para quase tudo nessa vida existe uma solução e com esses probleminhas eventuais não é diferente. O intuito dessa parte do blog é, além de compartilhar experiências traumáticas e engraçadas, ajudar pessoas a prevenir ou resolver esse tipo de problema em suas viagens.

Problemas diferentes acontecem em lugares diferentes, é claro que cada parte do mundo tem suas particularidades, por exemplo, a probabilidade de você ter problemas de comunicação em um lugar onde só se fala chinês é muito maior do que no interior do seu estado. Porém, a ideia, pelo menos de início, é mais geral, com dicas que lhe podem ser úteis em diversos lugares.

Leia também: É possível viajar sem falar inglês?

Pois bem, a história de hoje é sobre planejamento e locomoção. Planejar sua viagem é a coisa mais importante e a chave para que tudo dê certo, certo? Mas o que envolve todo esse planejamento? Muita coisa (muita mesmo) que ainda vamos comentar por aqui mas é fundamental saber como você vai se locomover dentro da cidade em que você estará. Sim, parece óbvio de tão bobo mas isso acaba atrapalhando muito, principalmente se você vai passar pouco tempo na cidade.

Certa vez chegando em Roma, eu e a Carol compramos um bilhete de ônibus do aeroporto de Fiumicino para o centro da cidade, ida e volta. Com esse bilhete embarcamos e fizemos uma viagem tranquila até o centro. Maravilha. Até que na hora de voltar, dei o outro bilhete e fui informado que eu tinha que validar para aquele horário. Me bateu o desespero na hora porque eu já estava um pouco atrasado para pegar meu voo e pra piorar a situação, não consegui marcar para o ônibus que estava saindo e provavelmente iria acabar perdendo o voo. Viu? Isso tudo foi por falta de planejamento, se eu soubesse disso com antecedência, nada de ruim teria acontecido.

destino-compartilhado-roma-perrengue

Esse foi talvez o maior perrengue que eu passei em viagens: Com medo, compramos um ticket de trem para o aeroporto (que custava o triplo do bilhete de ônibus) e adivinhem… o trem quebrou! E meu dinheiro já tinha ido embora, não tinha o que fazer, eu ia atrasar e minha única alternativa era esperar o ônibus e torcer para ele ir rápido. Esperei e peguei um belo trânsito para chegar até lá.

Foi uma correria imensa dentro do aeroporto, mas conseguimos ajuda de alguns funcionários que nos colocaram na frente da fila. Felizmente depois de gastar todo o ar que meus pulmões me permitiam respirar, chegamos no avião. Foi um grande perrengue e tudo porque não sabíamos como planejar nosso transporte em Roma.

Coisas como essa podem ser evitadas, e é por isso que compartilho essa história hoje com vocês. Na nossa sessão Dicas você vai encontrar várias coisas sobre planejamento, transporte, locomoção e muito mais! Confere lá e até o próximo perrengue!

Destino Compartilhado | por: Tom Freitas


Leia também:

Perrengue #1 – Paris a pé

Perrengue #2 – Sozinho em Londres

Verdades e mitos sobre transporte entre países na Europa


 

Comentários

Deixe uma resposta