Diário dos mãos de vaca #4 – E se o dinheiro acabar durante a viagem?

Talvez seja a hora de fazer um replanejamento de emergência

Na nossa seção de perrengues já contamos vários histórias engraçadas e desastrosas que nos ensinaram muito a viajar de uma maneira melhor, principalmente na organização. Contar e mostrar pra todos como situações difíceis podem ser evitadas é muito bom, mas na prática essas histórias ainda acontecem. Por isso hoje vamos falar sobre como lidar com imprevistos financeiros na sua viagem.

Imagine o seguinte cenário, você está no meio da viagem, longe de casa, longe de tudo, quando se dá conta de que a grana que ainda tem pra gastar é menos do que tinha calculado. E agora?

Leia também: Diário dos mãos de vaca #2 – Como guardar dinheiro para viajar?

Bom, existem aqueles momentos que são feitos para paramos, tomarmos um café, pegarmos papel, caneta e começar a fazer as contas. É o que a gente chama de replanejamento de emergência, isso acontece, já aconteceu com a gente e um dia pode acontecer com você também.

Mas para que a sua viagem não termine em desespero e sofrimento, você precisa calcular tudo muito bem, nos mínimos detalhes pra ver se consegue economizar e conseguir continuar sem grandes problemas. Como eu já citei no post Que tipo de viagem você quer fazer? tudo vai depender muito do que você ainda quer fazer dentro da sua viagem.

Separei o processo em 4 passos para que você não se perca no seu replanejamento de emergência.

Cortar gastos com turismo

A coisa vai começar a doer aqui. Separe todas as coisas que você deseja visitar e veja o que pode ser cortado pra economizar. Tente ser racional, é claro que o ideal seria ver tudo, mas em uma situação dessas a gente não tem muita saída. Outra dica é tentar mapear os lugares pra você não gastar muito com transporte público dentro da cidade em que está. Tente cortar lugares que estejam muito longe, pois você normalmente vai gastar um dinheiro maior com transporte.

Por existirem situações como essa, é bom ter um leque grande de coisas que você quer fazer, assim você tem mais liberdade e flexibilidade para escolher alternativas em uma hora de aperto.

Leia também: Diário dos mãos de vaca #1 – Planejando uma viagem

Economizar na alimentação

Cortadas as atrações turísticas que a gente menos quer, é hora de ver o que vamos comer. Nem sempre vamos conseguir ir naquele restaurante mais famoso e experimentar o melhor das comidas típicas do lugar. Aqui a gente precisa fazer as contas e analisar o quanto ainda podemos gastar por lá. É nessas horas que os fast-foods se tornam nossos melhores amigos, mas não precisa entrar em pânico. Comer é essencial e não dá pra viver muito tempo comendo só hambúrguer, por isso os gastos na comida não são os primeiros a serem cortados. Priorize a sua alimentação e a sua saúde.

Reduzir o quarto

Essa dica é essencial para mochileiros, principalmente se você ainda tem algumas cidades para visitar. Primeiramente, você precisa verificar a política de cancelamento do local onde está hospedado e ver se consegue um quarto mais simples, ou então cancelar um hotel e ir para um hostel. Muitas vezes a gente precisa abrir mão de um quarto privado e ir para um compartilhado, por exemplo. Essas pequenas coisas acabam fazendo a gente economizar bastante.

Tentar pedir grana extra

Como um último e desesperado recurso, a gente pode tentar recorrer à amigos e parentes para nos enviarem um dinheiro extra. Nem sempre é possível e o quadro se complica ainda mais quando estamos fora do Brasil, mas se você conseguir, é uma opção boa para não precisar cortar tantas coisas na sua viagem.

Dica extra

O mais importante de tudo é tentar fazer a tática de calcular todos os seus gastos da viagem arredondando pra cima. Com esse pouco dinheiro “a mais” que você levar, talvez você não passe tanto aperto em um momento de emergência como esse.

E aí, gostou das dicas? Conte pra gente o que você faz em um momento de emergência! Até o próximo capítulo do Diário dos Mãos de Vaca e boas viagens!

Destino Compartilhado | por: Tom Freitas


Leia também:

EUROLINES – Viajar de ônibus pela Europa

Quanto custa mochilar pela Europa – Nosso primeiro mochilão

A maior felicidade vem antes da viagem


 

Comentários

Deixe uma resposta