As novas sete maravilhas do mundo por acaso

Nosso querido leitor Juan Estrada fez um relato da maravilhosa experiência de conhecer todas as sete novas maravilhas do mundo. Quer acompanhar a experiência e saber como foi? Segue o texto!


Nesse ano consegui finalmente conhecer as novas sete maravilhas do mundo, indo de férias para a Jordânia e conhecendo a famosa Petra. Tinha anos tentando ir, já era uma questão pessoal conhecer todas as maravilhas, até que em maio passado finalmente consegui, mas não foi a meta desde o inicio. Vou contar como foi.

Mais de dez anos atrás nem gostava de viajar, e acabei indo à trabalho para o Rio. Era 2006 e como bom turista, e andando de calça jeans nesse calor, fiz o típico tour indo ao Corcovado e conheci o Cristo Redentor. Em 2006 nem era considerado maravilha do mundo ainda, mas sem saber conhecia a primeira.

Como não gostava de viajar, só viajava quando era a trabalho. E o trabalho me levou ao Peru. Estando no Peru, fiquei o final de semana e sem saber o que fazer, marquei um tour com uma agência que indicou ir até Machu Picchu. Segunda maravilha check!

Nas horas vagas comecei a estudar chinês, e fiquei nas aulas por um ano, quando a professora fez a proposta para a turma de fazer uma viagem para China, e poder praticar a língua. Me chamava muito a atenção a Asia por causa dos filmes, e achei uma boa chance, ir num grupo com alguns conhecidos e praticar o que foi aprendido. Isso foi 2008.

Fui a estudo e nem sabia que o tour levaria a gente à Muralha da China. Descobri que meu ano de estudo de chinês foi perdido já que ninguém entendia o que eu falava.

Já tinha a terceira da lista.

Depois de várias viagens à trabalho e a descoberta de um mundo completamente diferente na China, comecei a ficar muito interessado em conhecer mais lugares e culturas. Em 2009, fiquei 3 meses sem poder trabalhar por causa de um visto, e aproveitei esse tempo para viajar. Queria conhecer esses lugares dos livros e dos filmes, então na viagem inclui o Egito e a India. No Egito viajei por minha conta e a meta era conhecer as pirâmides, e conheci não só as de Giza, mas várias antigas em outras cidades. Outra maravilha do mundo? Não!!! Descobri que havia as antigas sete maravilhas do mundo, das quais, hoje, só existe a pirâmide de Giza, mas em 2007 foram escolhidas as novas sete maravilhas do mundo numa votação na internet e telefone.

Depois do Egito fui para a India, mas contratei um tour com uma agência. A minha única solicitação, era ir para o Taj Majal e o resto conhecer lugares que eles considerassem interessantes dentro do orçamento que eu tinha. A quarta na lista.

Já conhecendo a lista das novas sete maravilhas, e conhecendo 4 delas, começou a virar uma meta visitar as 3 restantes.

No Brasil, 2012 foi um ano muito bom para viajar. O cambio estava muito baixo, e deu para aproveitar lugares mais caros, como a Europa. Mas antes de ir para Europa, fui ao México visitar minha irmã que estava morando lá. Então marquei uma viagem para conhecer Chichen Itza que ela ainda não conhecia. Cheguei na Cidade do México numa sexta, viajamos essa mesma noite para Cancún, alugamos um carro e no dia seguinte fomos para Chichen Itza. Depois de 3 anos, a quinta na lista!

Nesse mesmo ano, e aproveitando o cambio, viajei para a Islândia, lugar que tinha muita vontade de conhecer. E já estando na Europa, continuei atrás da meta. Roma e o Colosseum. A sexta! Mais uma e conseguiria.

Os anos seguintes foram difíceis no Oriente Médio. Tive muitas oportunidades de viagem, mas sempre que olhava para o lado da Jordânia, via os problemas de segurança, as dificuldades para tirar o visto, ou tinha algum outro motivo que me impedia de ir. Tirei um ano sabático, e querendo a Jordânia como o primeiro destino, me encontrei com o país participando em guerras com países vizinhos. Não consegui ir dessa vez.

Em 2016 mudei para o México por causa do trabalho, e só ia ter férias em março de 2017. Comecei com o planejamento para a Jordânia e barraram minhas férias no trabalho, mudei para abril e também foram rejeitadas até que finalmente em maio deu certo. Duas semanas de férias na Jordânia? Não dá. Aproveitei para conhecer também o Israel, e por causa dos custos de viagem entre Israel e Jordânia, Petra ficou para os últimos dois dias das férias. Quanta ansiedade.

Dia 10 de maio, acordei num acampamento no deserto no Wadi Rum, sul da Jordânia, e na hora falei: Hoje é o dia que conheço Petra. Peguei o ônibus do Wadi Rum até Wadi Musa, a cidade onde fica o parque de Petra, e cheguei no hotel meio dia. Me arrumei e sai para pegar o shuttle e ir ao parque. O senhor da recepção me perguntou: Tem certeza? Nesse horário faz muito calor, aguarde um par de horas. Aguardo nada! Fui para o parque com o coração batendo muito forte, e comecei a trilha de vários quilômetros até o Monastery passando pelo Treasury, os dois pontos mais turísticos e conhecidos de Petra.

Foi muita felicidade num dia só. Não só por ter conseguido a meta de conhecer as sete maravilhas, mas também pela imensidade e grandiosidade de Petra. Tinha muitas expectativas e foi melhor ainda do que esperava. A sétima finalmente!

E agora? Já conhecendo as 7 novas maravilhas, o que mais conhecer? Uma boa ideia são as sete maravilhas da natureza, que por acaso já conheço seis!

Destino Compartilhado


Leia também:

Gastando a sola – Mochilão com 50 euros

Viagem de carro pela América do Sul

Quanto custa mochilar pela Europa? – Nosso primeiro mochilão


 

Comentários

One Reply to “As novas sete maravilhas do mundo por acaso”

  1. Por enquanto só conheço as duas mais próximas: Cristo e Machu Picchu.

Deixe uma resposta